Era uma Vez….

Por : | 1 Comentário | On : Dezembro 10, 2016 | Categoria : Blogue, Restaurante

Adega entrada - Receitas da Tia Céu

Era uma vez …. Bem, é assim que começam quase todas as histórias de encantar… A história que vos vou contar também me encantou quando a ouvi contar na primeira pessoa. Passo a contar:

Há alguns dias, num sábado chuvoso, tive uma súbita vontade de almoçar fora. Depois do café e do jornal da manhã, aproximava-se a hora de almoço a passos largos. Para não sairmos da zona de Alvalade, onde costumamos parar aos sábados, resolvemos ir a um restaurante que eu realmente não conhecia. A porta discreta, de alumínio, numa rua sossegada, com típica vida de bairro lisboeta, passa despercebida , não fosse a pequena tabuleta na parede que nos indica o nome do restaurante: Adega da Bairrada.

Esperava entrar numa tasquinha, daquelas tasquinhas que já vão rareando em Lisboa mas onde se come divinamente. Entrei e deparei-me com uma ampla sala de um restaurante que me surpreendeu agradavelmente. Pela atmosfera de acolhimento e boa energia e pelo cheiro agradável a bom e certeiro tempero.

Passava pouco do meio dia e já havia algumas mesas ocupadas com casais com filhos. Saltou-me logo à vista que ali havia famílias felizes.

Adega-sala-300x300 Era uma Vez….Fui recebida pela Ana que nos conduziu à segunda sala, também com algumas mesas já ocupadas.  No caminho, através do corredor que liga as salas, passei pela cozinha, que se pode ver através da enorme parede de vidro que permite ver quem cozinha e como se cozinha. Lá dentro, havia gente a cozinhar, cores, brilhos, risos, falas, cheiros e alegria de quem faz o que gosta. Escusado será dizer que eu já estava encantada!

A minha mesa ficou mesmo ao lado de uma outra parede de vidro que dava para um pequeno páteo quase mágico, um páteo minúsculo que abrigava uma pequena oliveira, onde se penduravam pequenas casinhas de passarinhos.  Lindo!

A Ana, desembaraçada, trouxe a ementa e escolhemos o Bacalhau Assado na Brasa. Pedimos o vinAdega-pateo-300x300 Era uma Vez….ho da casa – AB, zona de Palmela. Veio o pão e as azeitonas.  Começamos bem…

Sem demora, chegou o Bacalhau, desfiado, acompanhado de batatinhas a murro e grelos cozidos. Regado com azeite do bom. Excelente, maravilha!!

Entretanto, assisti a um fenómeno que não esperava: antes das 13 h, as mesas ficaram todas ocupadas! Chegavam pessoas e mais pessoas, famílias de três e quatro gerações, casais jovens e casais idosos. A Ana não tinha mãos a medir. Os funcionários, eficientes e despachados, andavam de um lado para o outro com simpatia e profissionalismo.

Bem, voltando ao Bacalhau na Brasa: estava uma delícia!! O vinho excelente, a conversa fluida e o coração quentinho. Lá fora continuava a chover mas que importância tinha??  Ali estava-se bem, o estômago feliz e o sorriso fácil.

Na hora da sobremesa é que foi mais difícil escolher! Mas a Ana veio ajudar e recomendou o Bolo Príncipe e o Mil Folhas. Fiquei rendida!!

Então decidi logo que esta Adega da Bairrada tinha que ser divulgada! Não por precisarem de publicidade, mas porque deve ser conhecido o exemplo de negócio de família, de trabalho com amor e dedicação, de continuidade de um projecto que começou há quase setenta anos como uma mercearia e que tem vindo a crescer, sempre nas mãos de quem sabe do metier e que trabalha por gosto.Adega-balcao-300x300 Era uma Vez….

A Adega da Bairrada começou por ser uma pequena mercearia, há setenta anos, quando o Manel e a Maria vieram da Anadia, zona da Bairrada, para Lisboa, para tentarem uma vida melhor! Por aqui ficaram, por aqui constituíram família, aqui nasceram os dois filhos, o Alberto e o Adelino que transformaram a mercearia numa tasquinha e daqui tiraram o sustento para criarem as três filhas – A Ana, a Sílvia e a Lília. As pequenas estudaram. A Ana é Advogada, a Sílvia é Bióloga e a Lília estudou Turismo. No entanto, apesar dos cursos e das carreiras de cada uma, a mesma ligação ao sítio que foi a segunda casa das primas na infância, é agora o que as faz estarem quase a tempo inteiro dedicadas à gestão do negócio da família.  A Ana só está aos fins de semana mas a Sílvia e a Lília estão todos os dias a dar o seu melhor para que os clientes fiquem cativados pelos paladares e pela simpatia.

E depois temos também o chef:  o Eduardo é marido da Ana, tem 35 anos e é designer industrial. Após alguns anos a trabalhar numa agência de publicidade, com horários completamente “loucos” e com um estilo de vida incompatível com a vida de família que queria ter quando nasceu o primeiro filho, Eduardo resolveu “dar um pontapé no balde” e veio trabalhar para a cozinha da Adega e por ali ficou. Fez o Curso de Pastelaria no centro de Formação da Pontinha e fez da sua paixão pela arte culinária o seu modo de vida. Está feliz e realizado, profissional e pessoalmente. Viva o Eduardo! que está a viver o seu propósito de vida!!

Vamos à parte prática deste artigo, cujas palavras escritas não descrevem a autêntica e profunda admiração que tenho por esta família e por este projecto!

IAdega-Ceu-300x225 Era uma Vez….A Adega da Bairrada fica na Rua Reinaldo Ferreira, nr 14A, em Alvalade.

Só serve almoços de segunda a sábado, das 11.30 às 15.30. Ao sábado o almoço prolonga-se até às 16H. Às sextas feiras servem jantares e é o único dia da semana em que servem jantares. Ao Domingo descansam, que bem merecem e precisam.

As receitas são antigas e tradicionais da cozinha portuguesa, quase todas com origem na zona da Bairrada, trazidas pela Sra. D. Olinda, cozinheira exímia e de mão cheia.

O pernil é a especialidade da casa, que faz com que venham clientes de longe para saborear o Pernil com Lombardo!

Há uma curiosidade para a qual chamo a vossa atenção: na véspera de Natal, o almoço de dia 24 de Dezembro é a “coqueluche” da época natalícia. É servida a famosa Feijoada de Leitão da Adega da Bairrada, o Pernil com Lombardo e os Enchidos com Grelos. Na sala de fora há uma venda de bolos e doces tradicionais de Natal: além das delícias que o Eduardo sabe fazer e que são uma das imagens de marca da casa, há as rabanadas, as filhoses, os sonhos, os coscorões e por aí fora!

Então fica assim:  vamos lá comprar os docinhos, para quem não tem tempo para cozinhar e deixa as compras para o último dia e ficamos para almoçar! Depois é só ir para casa, com os sacos e o estômago cheios e esperar pela ConsoaAdega-mercado-300x180 Era uma Vez….da!

Entretanto, este ano a Adega da Bairrada também está no Mercado de Natal de Alvalade, a promover o seu delicioso Bolo Príncipe e os seus Pastéis de Nata, que são de comer e chorar por mais.

Faltou ainda dizer que a Adega da Bairrada tem cerca de 175 lugares sentados, distribuídos por 3 salas.  Os cerca de 17 funcionários asseguram o excelente funcionamento do espaço e a gestão da Ana e das primas, a Sílvia e a Lília, fazem da Adega um local a não perder de vista.

Sendo o Natal a festa da família por excelência, é com imenso prazer e admiração por esta família, a Família Rocha, que recomendo a Adega da Bairrada como o Restaurante do Mês, escolhido pelas Receitas da Tia Céu como sugestão para os vossos almoços e jantares de Natal, em família.

Contactos: Tel: 21 848 2774  |  e-mail: adegabairrada@gmail.com

Share This Post!

Comentário (1)

  1. posted by Manuela Roque on Dezembro 11, 2016

    Desejo a estas meninas,e aos vossos pais as maiores felicidades.um abraço cheio de amizade.Manela da farmácia

Deixe uma resposta