As Frutinhas de Outono – Uvas

By : | 0 Comentários | On : Novembro 18, 2016 | Categoria : Blogue, Curiosidades

uva - Receitas da Tia Céu

A uva é outro dos frutos típicos de Outono. Quer seja ao natural – a uva de mesa – quer seja transformada em vinho, doce, sumo, compota, em passas ou geleias, a uva é dos frutos mais apreciados em todo o mundo.

No nosso país, soalheiro por natureza, a videira, vinha ou parreira já se cultiva há milhares de anos. Sendo uma trepadeira da família das vitáceas, com tronco retorcido, ramos flexíveis, folhas grandes e repartidas por cinco lóbulos pontiagudos, a videira tem flores esverdeadas em ramos e o seu fruto é a uva.  É originária da Ásia e é cultivada em todas as regiões de clima temperado.

O cultivo da videira para a produção de vinho é uma das actividades agrícolas mais antigas da civilização. Há vestígios e evidências do cultivo da videira para a produção de vinho na região do Egipto e da Ásia Menor durante o período neolítico!uvas1 - Receitas da Tia Céu

Do ponto de vista nutricional, a uva é um dos frutos mais apreciados. As pequenas bagas oferecem inúmeros benefícios para a saúde, pois são abundantes em nutrientes. É ideal como sobremesa ou lanche para pessoas de todas as idades, constituindo um concentrado de energia e antioxidantes capazes de parar o processo de envelhecimento e as doenças degenerativas, melhorar a saúde arterial, o nível de colesterol e evitar a progressão do cancro.

No entanto, devido à sua riqueza em açucares naturais , possuem um elevadíssimo índice glicémico, sendo aconselhável que os diabéticos as comam com moderação.

Os principais nutrientes das uvas são os seguintes:

 – Fibra, contida na pele e nas pevides, que combate a prisão de ventre e regula o trânsito intestinal

– Cerca de 80% de água por cada 100 g

– O potássio é o mineral mais abundante, seguido do magnésio e do cálcio

– Os seus antioxidantes, como os flavonoides e o resveratrol, atuam contra as doenças cardiovasculares e o cancro

– Ácido fólico e vitamina B6

Alguns nutrientes variam segundo se trate de uvas brancas ou pretas. Por exemplo, os açúcares (glucose e frutose) são mais abundantes nas uvas pretas e no que toca às calorias, as uvas brancas têm cerca de 72 kcal, enquanto que as pretas têm 77 kcal (valores por 100 g).

O consumo de uvas ajuda também a restabelecer os níveis deste mineral no caso de utilização de diuréticos que o eliminem, ou em pessoas que o expulsam em grandes quantidades (devido ao vómito, por exemplo). São ideais para as crianças e idosos como suporte nutricional e também para adultos que necessitem de uma boa fonte de energia.

No entanto, as uvas provocam alterações no seu metabolismo. Já referi os cuidados com o diab+éticos e com quem tem excesso de peso pois os açucares tornam esta fruta muito calórica.

Se padece de algum problema nos rins, tenha cuidado. Também não se recomenda a pacientes com cálculos renais. O seu conteúdo em ácido oxálico, juntamente com o cálcio, agrava o seu desenvolvimento.

Se tem o intestino sensível, também deve ter cuidado com a ingestão desta fruta. As uvas contêm fibra, que tem propriedades laxantes. Se abusar, poderá ter que ir mais vezes à casa de banho.

 

Informação Nutricional

 

Quantidade Por  100 gramas 100 gramas
Calorias 67
Gorduras Totais 0,4 g
Gorduras Saturadas 0,1 g
Gorduras Poliinsaturadas 0,1 g
Gorduras Monoinsaturadas 0 g
Colesterol 0 mg
Sódio 2 mg
Potássio 191 mg
Carboidratos 17 g
Fibra Alimentar 0,9 g
Açúcar 16 g
Proteínas 0,6 g

 

Vitamina A 100 IU Vitamina C 4 mg
Cálcio 14 mg Ferro 0,3 mg
Vitamina D 0 IU Vitamina B6 0,1 mg
Vitamina B12 0 µg Magnésio 5 mg

 

Share This Post!

Deixe uma resposta

Partilhas